Lead Time de Fabricação: O Guia Definitivo de Perguntas Frequentes

Todo importador gostaria de obter um prazo de fabricação curto.

Ele permite que você introduza novos produtos no momento certo no mercado e esteja à frente da concorrência.

No guia de hoje, você aprenderá os aspectos fundamentais que podem garantir um lead time de fabricação curto quando importando da China.

Continue lendo se quiser saber mais.

O que é Lead Time de Fabricação?

Refere-se à duração entre o momento em que a colocação de um pedido é iniciada e a conclusão do envio do mesmo ao cliente.

Em outras palavras, o lead time de fabricação é o tempo que leva entre o momento em que o cliente faz um pedido e o momento em que ele o recebe.

No comércio exterior, tornou-se um aspecto fundamental a ser considerado, principalmente do ponto de vista do fornecedor.

Claro que fabricar tempo de espera muitas vezes varia dependendo de uma ampla gama de fatores.

Tempo de espera

Por que o Lead Time é importante no transporte internacional?

Idealmente, o lead time de fabricação é um elemento integral no comércio internacional e no transporte.

No entanto, o impacto deste elemento só é prático quando reduzido.

Aqui estão algumas das maneiras pelas quais a redução do lead time de fabricação é vital nesse tipo de negócio;

1) A satisfação do cliente-Em um mundo ideal, qualquer cliente que encomendasse um produto esperaria recebê-lo o mais rápido possível.

E o cliente sempre apreciará obter a mercadoria com o menor esforço possível.

Portanto, estabelecer um lead time viável desempenharia um grande papel no aumento dos níveis de satisfação do cliente.

2) Previne a inconsistência na variação de estoque – Um lead time viável é essencial para evitar instâncias de manutenção de estoque dentro da cadeia de suprimentos.

Com estruturas e modalidades adequadas de lead time de fabricação, haverá fácil controle da variação do estoque, pois evita que o problema se agrave.

3) Oferece vantagem competitiva-Ajuda a dar ao fornecedor específico uma vantagem competitiva na área de negócios de especialização.

Em essência, ele permite que você ultrapasse seus concorrentes, pois permite ultrapassá-los com uma produção mais eficiente e rápida.

4) Aumenta o volume de negócios – O lead time de fabricação também é vital quando se trata de aumentar o fluxo de caixa, pois resulta em melhor atendimento de pedidos.

5) Melhora a eficiência – Com o lead time adequado, fica fácil cumprir os prazos de forma fácil e consistente.

Também é fundamental quando se trata de melhorar a flexibilidade, principalmente quando há mudanças rápidas ou imprevistas no mercado.

Como calcular o lead time na fabricação?

Ao determinar o lead time de fabricação correto, geralmente é ideal garantir uma lista de todos os produtos necessários para o trabalho em potencial.

Então, para calcular o lead time de fabricação preciso, aqui estão algumas das etapas vitais que você precisa seguir;

Tempo de execução do processo

Passo 1: Crie uma lista de materiais (BOM) adequada para o produto final e descubra a quantidade de unidades necessárias em cada elemento da BOM.

A lista aqui pode se referir aos equipamentos, materiais e conjuntos necessários para a produção do produto final.

Passo 2: Determine a duração entre a data do pedido de material e a data de entrega prevista para cada item na lista técnica.

Ao calcular essa duração, você precisa considerar a requisição de matéria-prima, processamento e envio do fornecedor.

Além disso, descubra o cronograma de trabalho de sua organização e também para o fornecedor ou subcontratado.

Passo 3: encontre o componente na lista técnica que tem o maior lead time.

Certifique-se de revisar os prazos de entrega de cada material na lista como forma de priorizar aquele com o maior prazo de entrega.

Passo 4: Revise o cronograma de produção para descobrir as datas e horários específicos em que as quantidades do produto estarão disponíveis.

Você deve então adaptar o período aqui apresentado na semana de trabalho de sua organização.

Isso facilita a acomodação de fins de semana e feriados, garantindo que as operações de produção sejam perfeitas.

Passo 5: Agora, calcule o lead time administrativo. É principalmente o tempo necessário para o processamento de toda a documentação necessária e também para o preenchimento de quaisquer requisitos de compra de materiais.

Isso envolve determinar o tempo necessário para a escolha de um fornecedor, preparação do pedido de compra, autorização de compra e transmissão do pedido ao fornecedor.

Passo 6: aqui, você calculará o lead time para interoperações. É o tempo necessário para que a tarefa se mova de um centro de trabalho para outro durante o processo de produção.

Determine e calcule e adicione todos os aspectos individuais das interoperações, incluindo o tempo de fila, preparação, pós-operações, espera e tempos de envio.

Passo 7: Agora, você pode calcular o lead time geral do processo de fabricação adicionando todos os diferentes aspectos do lead time e encontrando o total.

Em seguida, você encontrará o lead time total de fabricação do produto específico.

Qual é a diferença entre o tempo de produção e o tempo de entrega?

O lead time de fabricação refere-se principalmente ao tempo de início da produção física do primeiro submódulo, processá-lo e torná-lo pronto para entrega.

Em outras palavras, o tempo total entre o início e a conclusão do processo de produção de um determinado produto aguardando entrega.

Por outro lado, o tempo de entrega refere-se à duração entre o processo de produção concluído e o cliente receber o produto.

Em palavras mais simples, o prazo de entrega é o período gasto durante o transporte da mercadoria do fabricante para o cliente.

Como o tempo de espera afeta o custo?

Lead time x custo

Idealmente, o lead time tende a ter um efeito substancial no tamanho do estoque de qualquer fornecedor em particular.

A má gestão do lead time muitas vezes leva à falta de estoque, o que é crítico, pois reduz o atendimento dos pedidos dos clientes, bem como a montagem do produto.

Em geral, subestimar a quantidade de estoque necessária tende a custar caro para a empresa em termos de fluxo de caixa, rotatividade e reputação.

Portanto, o prazo de entrega adequado leva ao recebimento de todos os componentes necessários chegando juntos.

Assim, ajuda na redução dos custos relacionados ao envio e recebimento.

Além disso, o gerenciamento inadequado do lead time também pode resultar em excesso de estoque, o que muitas vezes tende a sobrecarregar o orçamento da empresa.

Em poucas palavras, o lead time tem um impacto geral na geração de receita e no fluxo de caixa da empresa.

Se for mal administrado, afeta também o modus operandi do fornecedor, a rotatividade e a reputação entre os clientes.

O que é Lead Time em Compras?

Refere-se ao intervalo entre o início da ação de compras e o recebimento no módulo de abastecimento do modelo de produção adquirido em função de tais ações.

Em outras palavras, o lead time na aquisição é simplesmente o período entre o primeiro esforço de iniciar os produtos ou serviços até o momento da chegada.

Fatores de lead time de produção no estabelecimento da necessidade, determinação do produto e fornecedores de fornecimento, tempo de negociação, pedido e pagamento.

Além disso, o lead time de aquisição também incorpora a compra e seu lead time.

Na maioria dos casos, o lead time de compra geralmente é medido em meses.

Mas em alguns casos, também pode ser medido em semanas.

Isso depende do escopo, tamanho e quantidade do produto que está sendo adquirido.

Qual é a diferença entre o Lead Time de Fabricação e o Lead Time de Envio?

O lead time de fabricação refere-se à duração entre o início do processamento de um pedido e o término do processo de produção.

É basicamente o tempo gasto entre o processamento das matérias-primas e o produto acabado.

Em alguns casos, é sempre referido como lead time de produção.

Por outro lado, o lead time de envio refere-se à duração entre o envio e o recebimento de um determinado envio.

Em alguns casos, o lead time de envio também é conhecido como lead time de manuseio.

Por que é importante reduzir o lead time de fabricação?

A redução do lead time é benéfica para qualquer tipo de ambiente de negócios.

É imperativo garantir que você formule várias intervenções de redução do lead time para o sucesso do seu negócio.

Alguns dos benefícios para reduzir o lead time de fabricação incluem o seguinte;

Ajuda na melhoria do processo-Reduzir o lead time ajuda a automatizar vários elementos no processamento de pedidos.

Elimina tarefas desnecessárias, tempo de espera e desperdícios em diferentes processos.

Assim, auxilia no foco em ações de melhoria.

Aumenta a produção e a receita – Geralmente, quanto mais você vende, mais dinheiro você ganha.

A redução do lead time de fabricação, é claro, leva a uma produção mais alta, o que, a longo prazo, se traduz em aumento do volume de negócios.

E isso é essencial para a sustentabilidade do negócio e geração de receita.

Aumenta a satisfação do cliente – Idealmente, a expectativa de todos os clientes ao fazer um pedido é receber a remessa o mais rápido possível.

Portanto, quanto menor o lead time, maior a gratificação do cliente.

E a essência disso é que constrói a reputação do negócio e gera mais renda também.

Reduz o estoque morto-Quando um produto leva mais tempo do que o previsto para chegar ao armazém por qualquer motivo, os clientes geralmente tendem a procurar alternativas.

Quanto mais demora para chegar, mais opções os clientes procuram.

E assim, quando as mercadorias finalmente chegam ao seu armazém, elas acabam como estoque morto.

Isso pode ser caro, pois afeta o balanço patrimonial, os planos orçamentários e o fluxo de caixa da empresa.

Aumenta a flexibilidade – Lead time reduzido permite que a empresa entenda as variações de estoque.

De forma significativa, permite entender a dinâmica do mercado e também processar os produtos com base na demanda e nas oscilações do mercado.

Como você pode reduzir o tempo de espera?

Geralmente, o lead time é uma função parcial do seu sistema de gerenciamento de pedidos.

A maneira como você comunica o fornecimento de seus pedidos aos fornecedores e o tempo que leva para o atendimento dos mesmos também é um fator determinante do lead time.

Portanto, para reduzir o lead time, é essencial trabalhar de ambas as extremidades e obter a adesão dos fornecedores.

Aqui estão algumas dicas de maneiras de reduzir o lead time;

Encomende em pequenos pedaços, mas com frequência – Geralmente, pedidos maiores geralmente levam tempo para serem atendidos e enviados.

O truque é sempre produzir estoque de forma mais regular e contínua.

Isso ajuda a obter agilidade no atendimento às demandas do mercado.

Além disso, também torna mais fácil para o fabricante produzir e enviar o produto com relativa rapidez.

Ir para gerenciamento automatizado de estoque – A probabilidade de cometer um erro humano ao lidar com o lead time de vários fornecedores usando aplicativos básicos de computador é extremamente alta.

Para eliminar os inevitáveis ​​erros e riscos administrativos, seria imperativo automatizar seu sistema de gerenciamento de estoque.

Esse sistema facilita a criação de um pedido quando o estoque chega ao ponto de reabastecimento.

Integração vertical – Se sua empresa tem capacidade suficiente em termos de maquinário, espaço, capital e recursos humanos, essa seria a melhor ideia.

Implica meramente adquirir, produzir e montar internamente.

É fácil integrar fornecedores verticalmente.

Nesse caso, você poderá atender às demandas dos varejistas no menor tempo possível, pois todos os aspectos estão sob o controle de sua empresa.

Formule um contrato claro de lead time – Uma das estipulações do seu contrato de prazo de entrega com os fornecedores deve ser repercussões claras para quaisquer remessas atrasadas de seu pedido.

A repercussão também pode se estender a avisos tardios que afetam a disponibilidade de estoque, produtos danificados, alteração de preço e descontinuação, entre outros.

Isso permitirá que você evite incorrer em despesas decorrentes dos inconvenientes do fornecedor.

Compartilhe suas informações de vendas com seu fornecedor – Idealmente, trata-se mais ou menos de incorporar o fornecedor como seu parceiro.

Quanto mais você compartilhar seus dados de vendas com o fornecedor com antecedência, ele poderá determinar o que é popular.

Também permite ao fabricante antecipar suas necessidades e antecipar um pedido antes que ele seja criado.

O que é o modelo EOQ na fabricação?

É uma abreviatura para Quantidade Econômica modelo, que meramente se refere à ordem de quantidade ideal que uma determinada empresa deve adquirir para reduzir os custos relacionados ao estoque.

Por exemplo, o EOQ ajuda a minimizar custos como custos de pedidos, custos de manutenção e custos de falta, entre outros.

A essência do modelo EOQ é garantir que a quantidade certa de estoque seja ordenada de acordo com o lote.

Isso é útil porque impede uma empresa de fazer pedidos frequentes do fornecedor.

Também ajuda a garantir que não haja excesso de estoque disponível.

EOQ

Como funciona o modelo EOQ no Lead Time?

Antes de calcular o EOQ em lead time, é necessário determinar o custo de setup, o custo de manutenção e a taxa de demanda.

Você também precisa considerar o tempo de reordenamento, o custo de colocação do pedido, os custos de armazenamento.

Em essência, a empresa faz pedidos em quantidades menores, mas frequentemente como forma de manter um nível de estoque específico, os custos tornam-se maiores.

O que é Lead Time em Logística?

Refere-se à duração desde o momento em que um pedido de compra é criado para o fornecedor até o momento em que as mercadorias são entregues ao cliente.

O lead time da logística geralmente assume uma dimensão holística, já que você precisa conhecer os outros elementos dos tempos de fornecimento.

Por exemplo, você precisa saber o lead time de produção, lead time de entrega e lead time de envio, entre outras dimensões.

Qual é a diferença entre os modelos EOQ e POQ?

Principalmente, o modelo EOQ é a quantidade do pedido, que minimiza os custos totais de manuseio e pedido.

O EOQ tende a levar em consideração os custos de manutenção de estoque, incluindo custos de escassez, pedidos e armazenamento.

O modelo POQ, por outro lado, tende a fornecer soluções de como fazer a quantidade ideal para produzir em uma determinada situação, bem como o momento certo para pedir uma quantidade específica.

A principal diferença entre esses elementos gira em torno da variância.

A variância do modelo EOQ é independente, enquanto a variância do modelo POQ é dependente.

Além disso, a taxa de demanda por EOQ dificilmente muda, tornando-a um pouco previsível.

Por outro lado, a taxa de demanda para o modelo POQ é dependente do nível de produção da cadeia.

A outra diferença aqui é que, naturalmente, a suposição do modelo EOQ é que a empresa produzirá sua quantidade em qualquer momento específico.

Ao contrário, a suposição do modelo POQ é que a empresa produzirá cada unidade somente quando a empresa tiver feito o pedido aos fornecedores.

O que é Gestão de Estoque e por que é importante no seu negócio?

Refere-se ao controle de estoque e itens de estoque.

Envolve essencialmente a supervisão do fluxo de mercadorias dos fabricantes para os armazéns e lojas de ponto de venda através dos fornecedores e distribuidores, respectivamente.

Em palavras mais simples, é o processo de encomendar, armazenar e usar o estoque da empresa.

É bastante crítico no lead time geral de fabricação. Algumas das maneiras pelas quais esse elemento é importante em seu negócio incluem o seguinte;

Cumprimento preciso do pedido – Ajuda a garantir que o estoque esteja sempre atualizado. A essência disso é ajudar a evitar o excesso de estoque e a falta de estoque.

Além disso, ajuda a desenvolver um plano relativamente robusto, aumentando assim os altos volumes de retorno e evitando a perda da base de clientes.

Melhora o inventário e o planejamento – O gerenciamento de estoque ajuda a avaliar os produtos necessários, que estão em boas condições e chegaram conforme descrito.

É essencial para mitigar problemas de variação de estoque e também ajuda na criação de espaço e custo-benefício.

Aumenta a eficiência e a produtividade – Este processo ajuda a eliminar a entrada manual dos itens de estoque, permitindo que os funcionários se concentrem em outras áreas fundamentais do negócio.

Melhora a gestão e satisfação do cliente – Uma gestão de estoque bem organizada ajudará a supervisionar seus clientes e atender suas demandas de acordo.

O efeito líquido disso é o aumento do volume de vendas e a gratificação dos clientes.

Economiza tempo e dinheiro – Manter o controle do estoque permite que você economize uma quantidade considerável de dinheiro e tempo suficiente.

Isso é determinar possíveis estoques mortos e encontrar maneiras de eliminá-los e também evitar pedidos mais.

O que é ponto de reabastecimento?

Refere-se ao nível específico de estoque, que leva à ação para estocar o estoque específico.

Em palavras simples, refere-se ao limite que uma ação nunca deve ficar abaixo.

É a menor quantidade possível de uma determinada mercadoria, que uma empresa mantém em estoque, e é acionada para reordenar se o estoque cair para o valor.

A essência do ponto de reabastecimento é aumentar a eficiência e a conveniência, garantindo que o estoque seja substituído assim que acabar.

Isso é vital, pois ajuda a evitar incidentes de falta de estoque, ajudando na continuidade dos negócios.

O ponto de reabastecimento também é vital para evitar custos desnecessários de manutenção de estoque, que podem surgir devido à colocação de pedidos um pouco mais cedo.

Ponto de reabastecimento

Como você calcula seu ponto de reabastecimento?

Ao calcular o ponto de reabastecimento, é necessário usar a fórmula após a fatoração de todos os componentes essenciais.

Um desses elementos é a determinação dos níveis de estoque de segurança.

Além disso, nesse caso, você precisa determinar as vendas médias diárias e o lead time em dias.

Quando os preparativos estiverem claros, você poderá calcular facilmente o ponto de reabastecimento real usando a seguinte fórmula;

Ponto de reabastecimento = (Tempo médio de entrega por uso diário médio) + estoque de segurança

Alternativamente, você pode usar uma fórmula relativamente mais curta para calcular seu ponto de reabastecimento.

Mas esta fórmula não necessariamente leva em consideração o estoque de segurança.

Esta fórmula exige apenas que você forneça uma estimativa da quantidade máxima de materiais ou produtos que você pode precisar por dia.

Em seguida, você multiplicará o valor obtido pelo lead time máximo para atividades de fabricação ou aquisição.

Nesse caso, o valor obtido será mais ou menos conservador, pois você está usando o uso máximo estimado.

Ponto de reabastecimento = Tempo de espera máximo por uso diário máximo

O que é estoque de segurança e por que ele é necessário?

Refere-se ao nível em que o estoque excedente é frequentemente mantido como forma de mitigar os riscos associados à falta de estoque, muitas vezes desencadeada por incertezas na demanda e na oferta.

A realização de estoque de segurança é vital de várias maneiras, incluindo o seguinte;

  • Protege contra discrepâncias imprevistas no fornecimento
  • Evita rupturas de estoque, mantendo os níveis de atendimento ao cliente e satisfação geral relativamente altos
  • Evita interrupções que giram em torno da fabricação e entrega de mercadorias
  • Ajuda a compensar imprecisões de cálculo

Em poucas palavras, torna mais fácil para as operações de negócios permanecerem à tona.

Além disso, também facilita o gerenciamento e o controle do estoque, aumentando a eficiência e a economia de custos.

Como é o Conjunto de Estoque de Segurança?

Ao calcular o estoque de segurança, basta ter em mãos todas as informações necessárias sobre seu histórico de pedidos de compra e venda.

Depois disso, basta aplicar esta fórmula, também chamada de equação de estoque, para determinar o estoque de segurança;

Estoque de segurança = (prazos de entrega máximos em dias x uso diário máximo) – (uso diário médio x tempo de entrega médio em dias)

O uso dessa fórmula de retenção de estoque facilita para sua empresa navegar com segurança por meio de possíveis flutuações na demanda, bem como no tempo de espera.

O Estoque de Segurança é igual ao Estoque Mínimo?

Não necessariamente!

Estoque de segurança é basicamente o estoque, que uma empresa mantém em excesso de suas necessidades para cobrir os riscos associados ao lead time.

Normalmente, existem incertezas imprevistas, que podem surgir devido a casos inevitáveis ​​ou deliberados.

Nesses casos, o estoque de segurança mantém a empresa em funcionamento, principalmente quando se trata de fornecimento e entrega contínuos aos clientes.

O nível de estoque mínimo, por sua vez, refere-se ao nível, que indica a necessidade de reordenamento com base na estratégia e movimentação da empresa.

Idealmente, um item em estoque nunca deve cair abaixo do nível mínimo de estoque.

Estoque de segurança

Qual é o Nível de Estoque de Segurança Ótimo?

Não existe um nível de estoque de segurança ótimo definido.

Geralmente, depende do nível de serviço, e isso envolve equilibrar os custos de estoque e o custo de falta de estoque.

E isso lhe dá uma variável vital para determinar a quantidade adequada de estoque de segurança.

Em outras palavras, quanto maior o nível de serviço, mais estoque de segurança você precisa manter.

Qual é a diferença entre estoque de ciclo e estoque de segurança?

O estoque de ciclo refere-se ao estoque previsto para ser vendido, dependendo da previsão de demanda.

Em alguns casos, é referido como estoque de trabalho.

Isso explica por que ele é descrito como uma parcela do estoque disponível para atender a demanda específica em um determinado período.

É o estoque de ciclo do qual o pedido do cliente será atendido no estoque.

O estoque de segurança, por outro lado, refere-se ao estoque utilizado sempre que a demanda real supera a previsão de vendas.

Também é útil quando talvez a saída de produção seja menor do que o planejado.

Idealmente, o estoque de segurança é projetado apenas como uma almofada para o estoque em caso de qualquer imprevisto no atendimento da demanda e da oferta.

Quais são algumas das práticas recomendadas que você pode aconselhar para o gerenciamento de estoque?

No negócio da cadeia de suprimentos, o gerenciamento de estoque é um elemento integral para aumentar a eficiência e o sucesso do comércio.

Ele determina se o negócio será ou não sustentável.

No entanto, você precisa garantir a aplicação das melhores práticas para manter e aprimorar o gerenciamento de estoque de qualidade.

Algumas das práticas ideais que você pode considerar incluem o seguinte;

  • Utilize um sistema de gerenciamento de inventário baseado em nuvem
  • Classifique o inventário usando análise sistematizada
  • Identifique seus KPIs de inventário
  • Utilize a fórmula precisa do ponto de reabastecimento
  • Simplifique suas políticas e procedimentos de inventário
  • Usar rastreamento de lote
  • Manter níveis mínimos de estoque
  • Nunca ignore os erros de inventário, independentemente de quão pequenos eles pareçam ser

O que é custo de manutenção de estoque?

Refere-se à soma de todas as despesas, que estão relacionadas ao armazenamento de mercadorias paradas ou lentas.

O total, na maioria das vezes, geralmente incorpora intangíveis como custos de armazenagem, depreciação, custo de oportunidade perdida, entre outros.

Na maioria dos casos, o custo de manutenção de estoque geralmente totaliza cerca de 20 a 30% de seus custos totais de estoque.

Quais são os componentes importantes do custo de transporte?

Existem vários componentes importantes do custo de carregamento, mas os mais comuns incluem o seguinte;

Custo capital – Refere-se ao custo em que uma empresa expande em manter estoque.

É sem dúvida o maior componente do custo total de manter estoque.

Custo do espaço de armazenamento- Refere-se à combinação de custos de vários fatores que envolvem o armazenamento e a segurança dos materiais.

Tais fatores incluem movimentação, aluguel de armazéns, ar condicionado, iluminação, aquecimento do material, entre outros.

Custo administrativo – É o custo relacionado à mão de obra e ao sistema necessário para gerenciar um estoque de forma eficaz.

Os custos administrativos, na maioria dos casos, variam de 3 a 6% do custo total de carregamento.

Custo do serviço de inventário- Refere-se aos encargos relacionados a taxas de serviço, como seguros, impostos do governo local e outras taxas.

Custo de risco de estoque-São os encargos pagos para amortecer o estoque de uma ampla gama de riscos aos quais ele pode estar exposto.

Alguns desses riscos incluem danos, incêndio, caducidade, armazenamento incorreto, entre outros.

Como você reduz seus custos de transporte?

Uma das melhores estratégias nos negócios é reduzir seus custos de manutenção.

Você pode usar várias abordagens para conseguir isso, e algumas dessas maneiras incluem o seguinte;

Seu estoque deve ser baseado nas demandas do cliente e não nas expectativas.

Essa abordagem é viável, pois permite que você invista apenas em estoque que você tem certeza que os varejistas e os compradores comprarão.

Melhore a organização do seu armazém e almoxarifado.

É necessário garantir que seu armazém e almoxarifado estejam organizados em categorias e agrupamentos relevantes, dependendo de vários aspectos.

Em essência, isso ajuda você a estabelecer itens facilmente, que precisam ser reabastecidos. Além disso, ajuda a procurar um item nas prateleiras sem esforço.

Automatize seu gerenciamento de estoque.

Para eficiência em todos os aspectos do gerenciamento de seu software, você precisa investir em software.

Essencialmente, isso ajuda você a estabelecer um ponto de reabastecimento desejável e também economiza tempo e custo.

A automação também é essencial no rastreamento do inventário, permitindo que você saiba o status do seu estoque a qualquer momento.

Busque contratos de longo prazo com seus fornecedores.

Essa abordagem também é útil para reduzir o custo de transporte.

Os fornecedores sempre terão a certeza de trabalhar com você a longo prazo, encontrando maneiras de reduzir o custo de produção.

Como o lead time de fabricação afeta seu custo de transporte?

Idealmente, há uma correlação direta entre o estoque de trabalho em andamento e a duração geral que leva para responder.

Portanto, um número maior de produtos em andamento se traduz em mais tempo para movimentar os produtos.

E isso impactará a participação de mercado, pois a empresa certamente ficará atrás da concorrência no que diz respeito à capacidade de resposta.

Qual é o prazo médio de fabricação ao importar da China?

Não há prazo de fabricação padrão ao importar da China.

Geralmente é baseado no setor específico, nos produtos e no volume de pedidos.

No entanto, o lead time de fabricação é quando a importação da China geralmente é definida entre 30 a 60 dias.

Como você gerencia atrasos de entrega de fabricantes chineses?

Atrasos de mercadorias do fabricante podem causar inconvenientes significativos, principalmente para o distribuidor ou atacadista.

Portanto, é necessário garantir que você implemente as medidas preventivas vitais para garantir a mitigação dos riscos de atrasos nas remessas.

Algumas das intervenções ideais que você pode analisar incluem o seguinte;

Monitore a produção para aumentar os prazos de entrega – Você precisa inspecionar a produção durante o processo e antes do envio da remessa.

Ajuda a garantir a qualidade, pois o inspetor acompanhará as mercadorias durante a produção em tempo real.

Certifique-se da qualidade antes da produção volumosa – Idealmente, é sempre vital trabalhar com fornecedores confiáveis ​​e respeitáveis ​​desde o início.

Portanto, é necessário analisar todos os fatores ao escolher um fornecedor ideal.

Isso ajudará bastante a evitar incidências de atraso, especialmente onde a produção em massa é uma preocupação.

Verifique seu pedido em todo – Essa abordagem também é essencial para gerenciar atrasos na importação de fabricantes chineses.

Se possível, contrate um terceiro para ajudá-lo a inspecionar o pedido desde a produção até o envio.

As verificações de controle de qualidade são adequadas para garantir a obtenção dos produtos ideais e evitar inconvenientes.

Como os fabricantes chineses garantem um prazo de entrega rápido?

A maioria dos fabricantes chineses implementou várias intervenções para garantir prazos de entrega rápidos. Algumas dessas intervenções incluem o seguinte;

  • Desenvolvimento adequado do produto, que desempenha um papel crítico no processo de fabricação, pois garante o produto correto. O desenvolvimento adequado do produto reduz o lead time, tornando-o necessário para uma produção mais rápida.
  • Eles adotaram a abordagem de integração vertical, onde a maioria dos processos são realizados dentro das mesmas instalações.

Isso é essencial porque reduz o desperdício de tempo e os inconvenientes muitas vezes decorrentes do fornecimento de matérias-primas para fins de produção.

  • Os fornecedores chineses também investiram em equipamentos de alta tecnologia, bem como em pesquisas avançadas para equipar os recursos humanos com o conhecimento necessário.

Em essência, isso aumenta a produção mais rápida de materiais e, consequentemente, reduz os prazos de entrega.

  • A maioria dos fabricantes chineses trabalha com várias entidades, como despachantes que ajudam a acelerar o processo de liberação e envio.

Claro, isso desempenha um grande papel na redução dos prazos de entrega, especialmente na alfândega e no transporte.

Claramente, há muitos parâmetros a serem considerados ao avaliar o lead time de fabricação.

Com uma compreensão adequada de cada conceito neste guia, você pode facilmente obter um fabricante na China que garanta um prazo de entrega curto.

Voltar ao Topo